Home Elétrica Comandos Velocidade Motor Elétrico
Velocidade Motor Elétrico

Velocidade Motor Elétrico

2.28K
16

Os motores elétricos trifásicos de corrente alternada são os mais utilizados porque na maioria dos casos a distribuição de energia elétrica é feita em corrente alternada (Leia nosso artigo sobre fechamento de motores elétricos | Clique Aqui) e também em função de simplicidade, robustez e baixo custo, sendo adequado para quase todos os tipos de máquinas encontradas, este tipo de motor é largamente encontrado na indústria. Possui velocidade constante podendo variar em função de alguns fatores como cargas aplicadas a seu eixo. (Recomendamos também que leia nossa página Comandos Elétricos | Clique Aqui)

COEL – 300×250

Seu princípio de funcionamento é baseado no campo magnético girante, que surge quando um sistema de correntes alternada trifásico é aplicado em polos defasados fisicamente de 120º. Dessa forma, surge através desta defasagem um campo magnético em cada conjunto de bobinas do motor, estes campos magnéticos gerados formam o que chamamos de Campo Magnético Girante. Veja a animação abaixo:

[one_half]

[/one_half]

[one_half_last]

Você sabia que é possível controlarmos a velocidade dos motores de indução trifásicos, do tipo gaiola de esquilo, com o auxílio de inversores de frequência?

[/one_half_last]

Velocidade motor elétrico trifásico

Velocidade Síncrona

O Motor de indução funciona normalmente com velocidade constante proporcionada pelo campo magnético girante, logo a velocidade do campo é chamada de velocidade síncrona, e é em função de, basicamente, dois fatores, são eles:

    1. Polos Magnéticos gerados em função de sua construção física
    2. Frequência da rede elétrica a qual está instalado

Portanto, dizemos que:A velocidade do motor elétrico de indução é diretamente proporcional a frequência e inversamente proporcional a quantidade de pólos magnéticos

Sendo assim podemos definir a seguinte equação

velocidade motor

Veja um exemplo

Um motor elétrico trifásico possui as seguintes especificações:

  • Tensão: 220VCA – 3Ø – 60Hz
  • Polos Magnéticos: 4 Polos

Aplicando os valores à formula:

velocidade motor

Escorregamento

Alguns fatores faz com que a velocidade real no eixo do motor deixe de ser exatamente a velocidade do campo magnético girante, por exemplo, esta velocidade varia ligeiramente com a carga mecânica aplicada a seu eixo, etc… Por natureza, o motor elétrico trifásico possui uma diferença entre a velocidade do campo magnético girante (Ns) e a velocidade real em seu rotor (N) este fato se dá em função de um fenômeno chamado escorregamento e é fornecido pelo fabricante do motor podendo variar de motor para motor. Na maioria das vezes este fenômento é descrito pelo fabricante em poorcentagem (%). Temos a seguinte fórmula para representar o escorregamento do motor elétrico trifásico:

velocidade motor

Vejamos a seguir um exemplo de cálculo de escorregamento:

    1. Motor elétrico trifásico 220VCA
    2. Velocidade síncrona: 1800 RPM (4 polos – 60Hz)
    3. Velocidade medida no rotor: 1760 RPM

Calcular o escorregamento em porcentagem e RPM

velocidade motor

Sendo assim a velocidade real no eixo do motor elétrico será a diferença entre a velocidade síncrona e o escorregamento. Esta recebe o nome de Velocidade Nominal

A fórmula fica assim:

velocidade motor

 

(2281)

Eng ° Everton Moraes Fundador da Sala da Elétrica. É um engenheiro eletricista que dedica boa parte de seu tempo à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade para multiplicar seu conhecimento com os amantes da Eletroeletrônica. "Acredito firmemente que é ensinando que se aprende"
  • Dheyson

    Everton Moraes, Parabéns cara! Excelente matéria,e site com conteúdo extremamente interessante..
    Deus te Abençoe, é isso ae Abç

    • Muitíssimo obrigado Dheyson, seja sempre muito bem vinda a Sala da Elétrica!!!!!

  • Thamires

    Muito obrigada por disponibilizar essa informações de forma didática!! Parabéns pelo site

  • Alexandre Melo

    Cara adorei estes, assuntos disponivies, que continue assim. Parabéns.

  • Rogerio Perpetuo Araujo Dos Anjos .

    EVERTON SOU ESTUDANTE DE ELETROTÉCNICA E ESSES VIDEOS ESTÃO ME AJUDANDO MUITO, OBRIGADO POR ESPALHAR O SEU CONHECIMENTO, TENHO CERTEZA QUE MUITAS PESSOAS ESTÃO APRENDENDO COMO EU ESTOU. ABRAÇO!!!!!!

  • Aryel tavares

    e quando eu não tenho a velocidade do rotor ??? como eu faço para calcular o escorregamento ???

  • Filipe

    Oi, muito bom o post, preciso de ajuda, se utilizar um motor em um gerador e nao conseguir atingir o limiye de rpm do mototor o que vai acontecer? Aprnas perde tensao?obrigado

  • Rômulo

    Conciso e direto, muito bom o conteúdo! Tenho 17 anos e estou me formando técnico, um espero carregar seu atual status… Obrigado pelas informações.

  • ODIMAR BONETTI

    EVERTON MORAES,
    PRIMEIRAMENTE PARABÉNS, EXCELENTE ARTIGO, FAZ UM TEMPO JÁ QUE ACOMPANHO O SITE, SEMPRE ATUALIZADO E BEM ESTRUTURADO, JÁ VI VÁRIOS OUTROS ARTIGOS, VÍDEOS, WEBINAR, E OUTROS CONTEÚDOS QUE VOCÊ DISPONIBILIZA, TODOS NUM NÍVEL EXCELENTE DE INFORMAÇÃO E DE CLAREZA, RECOMENDO A TODOS OS PROFISSIONAIS QUE TEM INTERESSE EM SE MANTER ATUALIZADO. OBRIGADO POR COMPARTILHAR ESSAS INFORMAÇÕES. ABRAÇO.

    • Olá Odimar, muito obrigado pelo reconhecimento, estamos no começo, a intenção é poder ajudar cada um dos profissionais no brasil de maneira a daro maior número de informações de qualidade e que possa fazer a diferença no dia a dia …. Novamente muito obrigado pela visita… m forte abraço …

  • Luiz Alberto

    Quais os cuidados que devem ser observados para realizar o controle de rotação dos motores elétricos?

  • Marcelo Ribeiro da Silva

    Como a quantidade de polos interfere na velocidade do motor, ou seja, o que acontece com o campo girante que faz diminuir a velocidade quando é aumentando o número de pólos do motor?

  • Micaelle Siqueira

    Como posso saber qual a velocidade mínima que um MIT suporta, para que eu possa aplicá-la usando um inversor de frequência?