Como Economizar Energia na Partida de Motor com o Inversor de Frequência?

  • Por: Everton Moraes
  • agosto 16, 2021
  • Autônomo
  • 0 comentários

Você pode ser um funcionário que pode levar uma nova ideia nova para o seu chefe, ou até mesmo seja dono da empresa. Sabe como? Aprendendo a Economizar Energia na Partida de um Motor Elétrico.

E obviamente, por consequência reduzir os custos de produção.

E SIM, tem uma forma de conseguir, através da utilização de um Inversor de Frequência.

Se você quer saber mais sobre Como Economizar Energia na Partida de Motor, continue lendo.

Nele você vai aprender sobre:

  • O inversor de frequência ajuda a economizar energia na partida de motor?
  • 4 principais reduções para economizar energia na partida de motor
  • Se eu não for controlar a velocidade, então devo utilizar a partida direta?

 

Você pode estar se perguntando:

O INVERSOR DE FREQUÊNCIA AJUDA A ECONOMIZAR ENERGIA NA PARTIDA DE MOTOR?

Inversor de Frequência

Além de ter todos os benefícios de controle de velocidade do motor e aumento de performance dele, o inversor vai ajudar sim na economia de energia elétrica da instalação.

Mas para isso você precisa entender alguns detalhes.

Para resumir, quero que você entenda que o inversor de frequência tem por objetivo principal realizar o controle de velocidade de motores elétricos trifásicos (MIT).

E de quebra ajuda diretamente a economizar energia na partida de motor.

Logo, se você precisa realizar a partida de um motor elétrico trifásico que necessite de um controle de velocidade, você deverá utilizar um inversor de frequência para conseguir extrair o máximo de performance dele.

Você vai perceber que o inversor controla não só a partida, mas todo o processo de funcionamento do motor (dá partida ao desligamento).

4 PRINCIPAIS REDUÇÕES PARA ECONOMIZAR ENERGIA NA PARTIDA DE MOTOR

Economizar Energia na Partida de Motor

1. REDUÇÃO DO PICO DE CORRENTE NA PARTIDA DO MOTOR

Eu e você sabemos que em uma partida direta, o motor pode chegar a 7 vezes a corrente nominal, então se a corrente nominal do motor for de 10A, esta corrente de partida pode chegar a se de até 70A.

Já com o uso do inversor, esta corrente de partida será de no máximo 1,5 (uma vez e meia) da corrente nominal.

Ou seja, para o mesmo exemplo anterior, um motor de 10A a corrente na partida seria de 15A.

A diferença é gritante, de 70A com a partida direta para 15 usando o inversor.

Pense na quantidade de equipamentos e dispositivos que estão submetidos a essa abrupta corrente de partida (dispositivos de proteção, de seccionamento, os cabos da infra-estrutura e o próprio motor).

Tudo isso, causa no final, uma economia de dinheiro, por aumentar a vida útil dos elementos, e balancear melhor a rede de energia elétrica.

2. VIDA ÚTIL DOS EQUIPAMENTOS

A partida direta gera um estresse em todo o sistema, pois, pensa comigo:o fato de ser uma ação abrupta, com nível altíssimo de corrente na partida, você vai perceber que todo o sistema sofre no início da partida.

Olhando para o sistema elétrico de potência, percebemos que os componentes são mais robustos exatamente para suportar este elevado valor de corrente nominal.

E olhando para o sistema mecânico dos processos em que os motores estão inseridos, você vai perceber um maior desgaste e inevitavelmente maior frequência em manutenção.

Utilizando o inversor e controlando este “Caos” inicial na partida você economiza garantindo uma maior vida útil da máquina/sistema onde ele é instalado.

Ebook Inversor de Frequência - Baixe agora

3. MOTORES ELÉTRICOS

Entenda que 80% dos motores elétricos em operação estão em processos de bombeamento, ventilação e compressão.

Principalmente nestas operações podemos reduzir significativamente o consumo de energia levando em consideração  que uma grande maioria destes processos é utilizada a partida direta e o controle de vazão é dado por estrangulamento, ou seja, utilizando válvulas ou dampers.

O principal problema, deste ponto de vista, é que o motor fica funcionando a plena carga e o controle é realizado através destes dispositivos externos.

Utilizando o motor comandado por um inversor de frequência, podemos controlar a vazão a partir da variação de frequência, em alguns casos até mesmo retirar válvulas do processo.

Com isso, o controle de vazão é administrado pela velocidade do motor, reduzindo o consumo de energia do motor em momentos que se exige menor vazão no sistema.

Só para você ter uma ideia, é possível alcançar reduções de consumo na ordem de 50% dependendo do perfil de consumo do sistema.

Mas talvez você se pergunte:

SE EU NÃO FOR CONTROLAR A VELOCIDADE, ENTÃO DEVO UTILIZAR A PARTIDA DIRETA?

soft starter para economizar energia na partida de motor

Não… Você pode ter o mesmo nível de redução de consumo de energia utilizando um Soft Starter.

Mas se você não conhece a diferença entre os dois eu vou deixar aqui um artigo para você entender melhor.

Leia esse outro artigo: Qual a diferença entre Soft starter e Inversor de frequência


O que você achou deste conteúdo de hoje? Quer saber mais sobre estes inversores aqui? Deixa nos comentários e não esquece de curtir o vídeo e se inscrever no canal.

Aqui na Sala da Elétrica nós temos o curso que está mudando a vida profissional de mais de 7 mil eletricistas ao redor do mundo, é o COEL. Nosso curso de Máquinas e Comandos Elétricos na Prática.

Um curso que vai te colocar em outro nível quando o assunto for manutenção elétrica, vai te colocar passos a frente no mercado de trabalho.

Para conhecer o curso que vai te tonar um Eletricista de manutenção bem sucedido, clique na imagem abaixo e dê o primeiro passo para tornar seu trabalho em outro nível.

Clique na imagem abaixo 👇

Se torne especialista conhecendo a teoria e a prática dos Comandos Elétricos

Everton Moraes

Professor, palestrante e instrutor de treinamentos a mais de 9 anos. Já passou por grandes empresas no Brasil como, Senai, Scania, Pirelli, Toledo entre outras. Todo o conhecimento adquirido em 20 anos de carreira é disponibilizado nos cursos e treinamentos.

“Sou apaixonado pela formação e qualificação de profissionais, passando todo o meu conhecimento prático e ajudando todos os meus alunos a também adquirirem esse conhecimento a se tornarem melhores profissionais.”

Deixe o seu comentário

três + seis =

Receba mais conteúdos