Potência Elétrica em Corrente Alternada e Fator de Potência

  • Por: Everton Moraes
  • julho 01, 2021
  • Elétrica
  • 2 comentários

Neste artigo quero trazer a você um conceito um tanto quanto importante e que deve ser observado muito bem por você em um processo de projetos de uma instalação elétrica residencial.

A potência elétrica é definida como a capacidade que uma carga/equipamento/máquina possui de realizar um trabalho elétrico em um determinado tempo e quando trazemos este conceito para a corrente elétrica alternada temos que nos atentar em qual tipo de carga será estudada para entendermos quais particularidades devemos considerar.

Quando a carga é resistiva então nada muda em relação ao que conhecemos de potência elétrica em corrente contínua, ou seja, a potência pode ser encontrada com o produto entre a tensão e a corrente:

P=V x I

Mas quando consideramos cargas indutivas ou capacitivas temos que nos atentar no surgimento de três representações da potência elétrica, temos então:

  1. Potência Ativa
  2. Potência Reativa
  3. Potência Aparente

Potência Ativa

A potência Ativa é a potência que é efetivamente utilizada para realizar trabalho.

Logo, podemos observar que trata-se da potência que é consumida pelos equipamentos e transformada em outros tipos de energias “utilizáveis”.

Sua unidade de medida é o Watts e é representada pela letra maiúscula W.

Potência Reativa

Esta é a parcela da potência elétrica que toda e qualquer carga indutiva ou capacitiva acaba consumindo e é a parcela da potência elétrica “desperdiçada” que não é utilizada para realizar trabalho “utilizável”

Sua unidade de medida é o Volt Ampere Reativo representado por “VAr

Potência Aparente

Recebe este nome porque por representa o consumo total das cargas elétricas, indutivas ou capacitivas, considerando a potência ativa + reativa.

É efetivamente a resultante e também o consumo absoluto destas cargas, por isto as concessionárias de energia baseiam-se nesta grandeza para determinar o consumo e respectivamente a cobrança de dividendos de uma residência em relação a potência utilizada.

Sua unidade de medida é o Volt Ampere e é representado pelas letras maiúsculas VA.

Você deve estar se perguntando como é que acontece esta divisão das potências e respectivamente como e porque é importante conhece-las.

Podemos representar as três da seguinte maneira:

Considere a potência em corrente alternada representada por um copo de Chopp, agora imagine que a espuma do Chopp é a potência reativa, logo, é a potência que perdemos.

O líquido amarelado (o Chopp propriamente dito) é a potência ativa que consumimos para um fim específico, no entanto, por mais que consumimos somente a potência ativa (o líquido amarelado) teremos que pagar pelo copo inteiro, ou melhor, pelo consumo completo que é a Potência Aparente.

Nossa missão é reduzir o consumo de Potência Reativa para possuir um consumo menor e utilizar o máximo de potência ativa.

Assista a essa Aula Gratuita de Instalações Elétricos

O que você achou deste assunto de hoje? Quer saber mais? Você já conhecia esta técnica?

Deixa um comentário aqui embaixo falando qual foi seu maior aprendizado hoje ok?

Everton Moraes

Professor, palestrante e instrutor de treinamentos a mais de 9 anos. Já passou por grandes empresas no Brasil como, Senai, Scania, Pirelli, Toledo entre outras. Todo o conhecimento adquirido em 20 anos de carreira é disponibilizado nos cursos e treinamentos.

“Sou apaixonado pela formação e qualificação de profissionais, passando todo o meu conhecimento prático e ajudando todos os meus alunos a também adquirirem esse conhecimento a se tornarem melhores profissionais.”

Comentários

  • EnergiFoz

    Muito bom! Super didático e fácil de entender.

    • Sala da Elétrica

      Muito obrigado 😊 Bons estudos!

Deixe o seu comentário

12 + dezesseis =

Receba mais conteúdos