Home Economia de Energia Como economizar energia elétrica e entender sua conta de energia elétrica
Como economizar energia elétrica e entender sua conta de energia elétrica

Como economizar energia elétrica e entender sua conta de energia elétrica

0
42

Nos dias de hoje, precisamos economizar de todas as formas, inclusive na conta de energia elétrica, não é mesmo?

Agora, você sabe como interpretar as contas de energia elétrica? Sabe como é cobrado, o que é bandeira tarifária, e principalmente como economizar?

Saber interpretar a sua conta de energia elétrica é importante.

Além disso, ter a instalação elétrica correta e mantê-las em bom estado de conservação é um fator importante determinante para a economia de energia.

Por isso também é necessário sempre contratar um profissional qualificado para fazer estes serviços.

Neste artigo trataremos deste assunto, para que você possa usufruir da energia elétrica da melhor forma possível.

COEL 300×250

Você quer ser um profissional qualificado? Então acesse a nossa página, temos cursos relevantes para seu aprimoramento.

Como interpretar a conta de energia elétrica?

Na conta de luz existem algumas informações como valor, consumo, histórico de consumo, informações sobre o consumidor.

Usarei como referência o modelo de conta de luz da AES Eletropaulo.

(Imagem da AES Eletropaulo)

  1. Número de instalação: Fundamental para solicitar serviços e tirar dúvidas com a AES Eletropaulo.
  2. Mês de referência.
  3. Data de emissão da fatura.
  4. Data de vencimento da fatura.
  5. Dados do consumidor.
  6. Informações fiscais, número fiscal, valores de ICMS, alíquota.
  7. Informações técnicas da instalação, variações de tensão máxima e mínima permitidas.
  8. Dados de leitura e consumo.
  9. Detalhamento dos valores que compõem a tarifa de energia elétrica.
  10. Valor da conta descriminado em detalhes.
  11. Histórico de consumo.
  12. Valor da fatura.
  13. Débito automático: Número para cadastro em sua conta, caso queira deixar a conta em débito automático.
  14. Importante: Campo com anotações sobre consumo de energia.
  15. Notificação de contas vencidas, caso existam.
  16. Índices de qualidade da sua energia.
  17. Contato em caso de problemas com iluminação pública.
  18. Endereço da rede conveniada de atendimento mais próxima.
  19. Código de barras para efetuar o pagamento.

O que é bandeira tarifária?

O sistema de bandeira tarifária está em vigor em todo o país desde 2015.

Este sistema foi adotado com o objetivo de transparecer para o consumidor o custo de energia elétrica, e também com o objetivo de contribuir para o uso consciente e eficiente no consumo de energia elétrica.

Nesse sistema o consumidor sabe quanto é gasto para gerar a energia e este valor é repassado para o consumidor. Pois sem ter conhecimento do preço real da energia, os consumidores não são encorajados a reduzir a demanda, fazendo com que as usinas térmicas permaneçam ligadas para atender a demanda do mercado e para economizar água dos reservatórios das hidrelétricas.

Os custos de geração de energia através das hidrelétricas são mais baratos, porém, depende o fator muito importante, o volume de chuva e o nível de água armazenado nos reservatórios.

Ou seja, o custo adicional, quando é necessário usar as termoelétricas, será repassado para o consumidor final na conta de luz, o que faz com que o consumidor economize energia.

Então, com o objetivo de economizar energia e consequentemente gastar menos com a geração de energia, foi criado a bandeira tarifária.

A bandeira tarifária funciona da seguinte forma:

Bandeira Informação
como economizar energia elétrica bandeira verde Bandeira Verde:

Condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;

como economizar energia elétrica bandeira amarela Bandeira Amarela:

Condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 KWH consumidos;

como economizar energia elétrica bandeira vermelha Bandeira Vermelha:

Condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 KWH consumidos.

NOTA: Lembrando que estes valores podem mudar de acordo com a data e critérios adotados pela concessionária de energia. Para saber os valores atuais consulte a  sua concessionária.

Para determinar a bandeira tarifária vigente, a Aneel considera dois parâmetros de custos do sistema: o Custo Marginal de Operação (CMO) e o Encargo de Serviço de Sistema por Segurança Energética (ESS​​_SE)​.

O CMO reflete o custo do sistema para atender 1 MWh adicional de consumo com a capacidade de geração existente.

O ESS_SE é o encargo setorial que cobre as despesas com as usinas acionadas fora da ordem de mérito (das mais baratas para as mais caras).

Através da junção destes dois, o CMO e o ESS_SE, a Aneel determina a bandeira a ser adotada em cada mês.

Como é cobrada a bandeira tarifária?

De acordo com a AES Eletropaulo, as tarifas são cobradas pelo seguinte critério:

  • Bandeira verde: Sem valor adicional cobrado na conta de luz.Aplicada quando as condições de geração de energia estão favoráveis.
  • Bandeira amarela: A bandeira Amarela será de R$ 0,020 para cada 1 quilowatt-hora (kWh) consumido. Este valor será aplicado quando as condições de geração de energia estão menos favoráveis.
  • Bandeira vermelha: No acionamento da bandeira vermelha teremos dois valores, divididos conforme abaixo (estes valores serão aplicados quando as condições de geração de energia estão críticos):
    • Patamar 1 (divulgada também como bandeira rosa): A bandeira vermelha patamar 1, será de R$ 0,030 para cada 1 quilowatt-hora (kWh) consumido;
    • Patamar 2:A bandeira vermelha patamar 2, será de R$ 0,035 para cada 1 quilowatt-hora (kWh) consumido.​​​​​

Como calcular o consumo?

como economizar energia elétrica - como calcular consumo

Inicialmente é necessário saber o consumo dos seus aparelhos. Vou adotar um aparelho com consumo de 1100W.

Agora é necessário converter para KWh, é relativamente simples, é só dividir os 1100W por 1000.

Então teremos 1,1KWh.

A partir deste valor teremos, valor de consumo por hora deste equipamento.

Bom, supondo que usamos este equipamento durante 3 horas por dia, por 24 dias no mês.

Logo teremos:  1,1KWh X 3h X 24 dias = 79,2KWh por mês.

Adotando um preço de R$/KWh=0,18074.

79,2KWh X 0,18074 = R$ 14,31

Então temos que o nosso equipamento irá consumir R$ 14,31 e permanecer ligado por 3 horas por dia durante 20 dias.

Para que serve o horário de verão?

O horário de verão, com origem Alemã, foi adotado pela primeira vez no Brasil no ano de 1930, no período Vargas. E atualmente é regulamentado por lei desde 2008.

Já marcado, e as vezes até esperado por alguns brasileiros, o horário de verão é um período que adiantamos o horário em uma hora.

Mas “qual a finalidade do horário de verão? ”

O principal objetivo do horário de verão é reduzir o consumo e a demanda energética em alguns horários do dia, onde existem maior pico de consumo.

O final da tarde é o horário onde existe maior pico de consumo, as tarefas de casa somadas oferecem um enorme consumo: chuveiro, máquina de lavar roupas, eletrônicos, ar condicionado.

Então, a ideia é aproveitar a luz natural ao máximo.

E por esta razão também, os meses escolhidos são entre outubro a fevereiro, onde o dia é mais longo, evitando o uso de luz artificial nos horários de pico.

Desta forma, distribui-se melhor o consumo energético, de modo que o pico de consumo doméstico não ocorra ao mesmo tempo em que é necessário recorrer à iluminação geral da rede elétrica.

No Brasil, apenas alguns estados adotam o horário de verão, isso porque ele é sempre mais eficiente quanto mais longe da linha do equador.

Por esta razão, os estados brasileiros que ficam ao nordeste do país não adotam o horário de verão.

Ultimamente estão discutindo o término do horário de verão, pois estudos mostram que esta prática não tem sido tão econômica assim.

A economia está em cerca de R$ 160 milhões, e os órgãos competentes dizem que este valor não é tão relevante.

Porém, o horário de verão não ajuda apenas a economizar a energia, ele ajuda a movimentar a economia do turismo, comércio, além dos benefícios à população.

 

Como economizar energia elétrica?

Sempre que possível é muito importante economizar energia elétrica, não pelo nosso bolso mas também pelo bem do planeta.

Separei algumas dicas para que você possa economizar energia.

  • Lavadora de roupas
    • Lave o máximo de roupas indicado pelo fabricante de uma só vez
    • Limpe o filtro da máquina com frequência.

 

  • Televisão
    • Não deixe a TV ligada sem necessidade.
    • Utilize a função timer, que se programada desliga automaticamente.

 

  • Ferro elétrico
    • Acumule o maior número de roupas possível e passe de uma vez só.
    • Procure passar as roupas mais leves por último, com o ferro já desligado.
    • Caso precise interromper o serviço, desligue o ferro mesmo que seja por pouco tempo.

 

  • Geladeira
    • Faça a limpeza e degelo periodicamente.
    • Abra a porta da geladeira somente quando for preciso.
    • Verifique sempre as borrachas de vedação das portas.
    • Não use a parte de trás da geladeira para secar tênis, panos ou roupas.
    • Não coloque paninhos ou plásticos nas prateleiras da geladeira.

 

  • Chuveiro elétrico
    • Faça a instalação com conexões e caos bons.
    • Em dias quentes, coloque a chave na posição verão.
    • Nunca reaproveite uma resistência queimada. Isso aumenta o consumo e coloca sua segurança em risco
    • Limpe os furos de saída de água do chuveiro.

 

  • Lâmpadas
    • Aproveite a luz natural do dia. Abra as cortinas.
    • Apague as luzes se ninguém estiver no local.
    • Escolha lâmpadas mais econômicas (fluorescentes ou LED) em locais onde a luz permanece acesa por mais tempo.

Para saber mais sobre este assunto, leia o artigo 5 vilões da sua conta de energia elétrica.

A instalação interfere no consumo de energia elétrica?

Manter as instalações elétricas da sua casa bem conservadas é uma questão de segurança e de economia.

A má instalação dos fios e conexões pode gerar danos como superaquecimento da fiação, fazendo com que a energia não seja usada de forma útil para iluminar ou ligar um eletrodoméstico.

Estudos comprovam que esse tipo de problema geram uma perda de energia de 1,5% a 2,5%.

E embora o consumidor não utilize esta energia, este gasto é computado pelo medidor, ou seja, o consumidor paga por ela.

Por esta e outras razões, segurança por exemplo, é muito importante que a instalação esteja correta e bem dimensionada.

E para isto é importante que seja feita por um profissional qualificado.

Para um consumo de 202KWh por mês que equivale a R$75,92, o desperdício em um ano é de 24KWh, em reais R$9,00.

Considerando São Paulo, que tem em média 189 mil residências antigas, onde a instalação é precária, a soma chega em média a R$ 1,7 milhão por ano.

Então baseado nestes dados, a primeira dica é: Adeque os cabos da sua instalação elétrica, para que estes não tenham aquecimento indevido.

Cada cabo, suporta uma determinada corrente, e se a corrente for superior ao que ele suporta, então haverá o aquecimento e consequentemente o gasto desnecessário de energia.

É importante também que você adeque os seus dispositivos de proteção (disjuntores), para que eles não permitam que circule uma corrente maior que a suportada pelos condutores.

Se a instalação da sua casa for antiga, solicite que um profissional qualificado faça as verificações necessárias para ajudá-lo a reduzir o consumo de energia indevido.

 

Conclusão

Agora com posse destas informações, espero que você consiga readequar sua instalação elétrica, caso seja necessário, e consequentemente reduzir seu consumo de energia.

A energia elétrica usada de maneira correta e a nosso favor, é muito importante.

E usá-la com sabedoria e consciência, ajuda não só a reduzir a nossa conta de energia, mas também o planeta.

Além de contribuir para a nossa segurança é claro.

Compartilhe esse artigo com seus amigos para que eles também possam entender melhor sobre o assunto, e reduzir a conta de energia elétrica.

Para saber um pouco mais sobre este assunto assista ao vídeo abaixo, onde você vai encontrar informações mais detalhadas.

 

Como economizar energia elétrica e entender sua conta de energia elétrica
4.7 (94.55%) 11 votes

Engª Camila Andrade Engenheira de 29 anos. Formada em Engenharia Elétrica pelo Centro Universitário da FEI. Atualmente na área de redação e suporte técnico da Sala da Elétrica. Atuou em: Área de Engenharia de processos na WEG, pós vendas e suporte técnico, redação de manuais de bordo automotivo, manual de reparos automotivos e também desenvolvimento de esquemas elétricos automotivos.

Comment(42)

    1. Olá Mesac, tudo bem?

      Muito obrigada! Fico muito feliz que você tenha gostado do meu artigo.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  1. Muito boa as informações, vale a pena ler para conhecer mais.
    Gostaria de saber se equipe da sala eletrica, poderia disponibilizar o treinamento da NR-10
    de 40 horas para eu dar aulas para eletricistas

    1. Olá Carlos, tudo bem?

      Muito obrigada! Fico muito feliz que você tenha gostado do artigo.
      Infelizmente não temos o curso NR-10.
      Mas de qualquer maneira, anotei sua sugestão.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Jorge, tudo bem?
      Sim, também acredito que um dos maiores vilões são as más conexões, condutores subdimensionados e até mesmo o subdimensionamento de tomadas, que como consequência faz com que os usuários utilizem os benjamins.
      Muito obrigada pelo seu comentário.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  2. Bom artigo sobre consumo x conta de energia, mas o valor do KWh tá muito longe da realidade do consumidor pois a composição do custo da energia para o consumidor tem que considerar além do custo de geração e transmissão os impostos e as taxas adicionais para ter um resultado mais fiel a realidade que o consumidor paga todo o mês e lembrando estamos em 2017 pela conta que você usou de cinco anos atrás. Abraços

    1. Olá João tudo bem?

      Fico feliz que tenha gostado do artigo, obrigada!
      Sim, com certeza tem diferença de valores, esses valores mudam constantemente, por esta razão, usei valores apenas com objetivo de explicar como entender, calcular sua conta de luz. Além dos valores de consumo ainda são cobrados impostos.
      Os valores variam de acordo com a distribuidora de energia e região, para saber os valores mais precisamente verifique a sua conta de luz.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Décio, tudo bem?

      Fico muito feliz em saber que você gostou do artigo.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  3. Muito bom, só um esclarecimento sobre a bandeirada, o valor cobrado não é só o valor referente da bandeira ainda incide os imposto nessa taxas cobradas. aqui em PE são cobrados ICMS, PIS e COFINS.

    1. Olá José tudo bem?
      Sim além da bandeira tarifária ainda pagamos ICMS, PIS e afins… Estes valores são descriminados na conta de luz.
      A Eletropaulo descrimina estes valores na conta de luz, como no exemplo usado no artigo.
      Geralmente as empresas fornecedoras descriminam estes valores em um campo separado na conta de luz.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  4. Tirando alguns erros de digitação ou talvez até na hora de converter para a net, (algumas palavras sem letras dificultam o entendimento) adorei o artigo. Parabéns a você e ao Everton.

    1. Olá Edson, tudo bem?

      Muito obrigada!
      Fico muito feliz que tenha gostado do artigo.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  5. Olha, sempre tenho minhas reservas sobre as tarifas elétricas em nosso país, um pais que
    consome energia de forma irresponsável, para ser sincero a burocracia Publica brasileira descansa sossegadamente em nossos bolsos, assim voce econimiza, para não gastar mais e o que acontece, cobranças indevidas, bandeiras de aumento, tudo para ocultar uma produção cara, burocrata e sobretudo ineficiente, veja, hoje 40 % da geração da Cemig trocou de mão, ora, o que ouve ?

  6. boa tarde Everton.
    gostei muito deste seu artigo já pequei duas vezes este tipo de defeito
    em residencias um onde eu moro hoje aqui no sul mais cabeludo que eu
    achei foi quando eu fui para sorocaba fiz reforma na casa de um parente segundo
    ele estava fazendo uns ruidos estranhos na casa toda.
    pois ele me falou que fazia 6 meses que mandou um elétrico dai fazer tudo
    novo realmente ele fez mas colocou fio de 1,5 mm em toda casa de tanto
    aquecer os fios perdeu toda sua capa de proteção só não queimou a casa porque
    botou pregos para separar os fios.

    1. Olá Nilson, tudo bem?

      Fico muito feliz que tenha gostado do meu artigo, procuro sempre escrever de forma clara,objetiva e didática.
      Muito obrigada!

      Nossa! É realmente, mexer com instalação antiga e instalações mal feitas é um problema mesmo…rs
      Por esta e outras razões indicamos sempre que as instalações sejam feitas por profissionais qualificados.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Francielle, tudo bem?

      Fico muito feliz em saber que você gostou do artigo, procuro sempre escrever de forma clara, objetiva e didática.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Helio, tudo bem?

      Fico muito feliz em ver que você gostou do artigo. Procuro escrever da forma mais clara e objetiva possível.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Waldir, tudo bem?
      Muito obrigada!
      Fico feliz em saber que gostou do artigo.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica

    1. Olá Demas, tudo bem?

      Fico muito feliz em ver que ajudei de alguma forma.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  7. No desenvolvimento da explicação “o que é bandeira tarifária” a tabela inserida está desatualizada, sendo que os valores corretos estão discriminados na explicação de “como aplicar”.

    1. Olá Carlos, tudo bem?
      Carlos, neste trecho do artigo, tenho o objetivo de explicar “o que é a bandeira tarifária, e como ela é cobrada”.
      Seguindo o artigo eu falo sobre os valores adotados pela Eletropaulo no dia em que escrevi o artigo.
      É sempre importante você consultar o valor vigente com sua concessionária de energia, esse valor pode ter alterações.

      Muito obrigada pelo seu comentário e observação.
      Continue nos acompanhando para ver nossos conteúdos semanais.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  8. Informação nunca é demais, porem não trabalho com o grupo B, portanto não me ajudou muito. Obviamente que isso diminui seu trabalho, parabéns por faze-lo bem feito como o faz.

    1. Olá Vinícius, tudo bem?

      Muito obrigada pelo seu comentário.

      Temos muitos pedidos e sugestões de conteúdo, e devido a grande demanda, nem sempre conseguimos abordar assuntos que agregam valor para todas as áreas de atuação ao mesmo tempo.
      Mas de qualquer forma anotei sua sugestão de conteúdo em nossa lista, obrigada pela dica.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Haralde, tudo bem?
      Fico muito feliz em ver que você gostou e que te ajudou de alguma forma.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  9. Boa tarde Everton, Li o artigo, está muito claro/objetivo os processos de utilização, manutenção etc.. , com os devidos esclarecimentos. Muito bom, desculpe a demora nas respostas, pois estou com certos eventos que tomam tempo, (correria final de ano já). Abraço Roberto.

    1. Olá Roberto, tudo bem?

      Fico muito feliz em saber que você gostou do artigo. Procuro sempre escrever da forma mais simples e objetiva possível.
      Muito obrigada.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Henrique, tudo bem?

      Show….fico imensamente feliz em ver que você gosta da Sala da Elétrica,e que compartilha nosso trabalho com seus alunos.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  10. Não compreendo o porquê do aumento de consumo se o cabo esta em série com a carga?!Não seria ao contrário, pois se a resistência do circuito aumentou proporcionalmente a corrente diminuiu e também a potência(circuitos resistivos)? A única coisa que ocorreu, foi ter aumentado a queda de tensão no cabo e por conseguinte a potência em Joule no mesmo? Creio que o maior problema seja para isolação do cabo, e que talvez, o aumento de consumo, se deve a fuga de corrente causada pela deterioração da isolação do cabo.Não se esquecendo que a potência do aparelho que estiver usando, ira diminuir devido ao acréscimo de queda de tensão no cabo.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *