Potência dos Equipamentos

Uma das primeiras informações que devemos conhecer sobre os equipamentos elétricos é, sem dúvida, a sua potência dos equipamentos.

Eletrodomésticos, eletrônicos e eletroportáteis possuem potências estabelecidas de acordo com as variações de redes elétricas das casas, apartamentos e empresas, bem como da sua própria característica e especificações, dados pelo fabricante.

É preciso comprar equipamentos que tenham uma potência de modo que a energia elétrica fornecida pela rede seja capaz de suportar..

Antes de qualquer coisa, é necessário deixar claro que potência dos equipamentos é a quantidade de energia que o aparelho vai precisar para funcionar com segurança e eficiência em um determinado intervalo de tempo.

Por exemplo, se um equipamento possui 60W, significa que ele consome uma energia de 60 Joules a cada segundo.

Potência em Watt

O INMETRO determina que todos os equipamentos tenham uma etiqueta com a potência em Watt.

A potência de uma residência, apartamento ou empresa já consta no projeto elétrico da construção.

No Brasil, de uma forma geral, as redes elétricas trabalham com tensões de 127 ou 220 Volts, e através desse valor que denominamos outras grandezas importantes como a Corrente Elétrica e a própria Potência Elétrica. 

É fundamental que um projeto de instalação elétrica tenha a previsão da potência dos equipamentos que irão compor os circuitos da instalação, pois através disso que a concessionária de energia decidirá em qual formato irá entregar a energia elétrica, dimensionamento dos condutores dentre outras informações.

Além disso, para definir e ajustar o sistema de proteção, é necessário conhecer todas as grandezas elétricas.

No momento de trabalhar com instalações elétricas, é preciso ficar atento aos critérios estabelecidos pela NBR-5410, que determina a potência dos circuitos.

Essa norma estabelece, entre outros pontos, que é preciso ter circuitos de iluminação separados de circuitos de tomadas, e cada circuito deverá possuir uma potência máxima, sendo que, quando alcançado esse valor, deve-se prever um novo circuito.

Os projetistas precisam cuidar de todos os detalhes relativos à potência.

O projeto da instalação elétrica tem o objetivo de garantir uma transferência de energia segura e econômica.

Os sistemas devem ser pensados para pontos de luz, equipamentos elétricos, tomadas, chuveiros, motores e bombas.

Toda a instalação precisa estar em conformidade com as normas técnicas aplicáveis, pois são elas que garantem a segurança da instalação e dos residentes.

Circuitos Elétricos Exclusivos

A norma NBR-5410 determina que sejam desenvolvidos circuitos independentes e exclusivos para todos os equipamentos que apresentam corrente nominal superior a 10 A.

Isso quer dizer que equipamentos com potências acima de 1200 VA (120 x 10 A) devem possuir um circuito exclusivo, com um ponto de tomada específico (TUE).

Leia também: Localização dos Equipamentos Dentro de uma Instalação Elétrica

Tipos de Potência dos Equipamentos

As normas técnicas brasileiras contam com três tipos distintos de potência:

  1. Potência Resistiva
  2. Potência Capacitiva
  3. Potência Indutiva

potência dos equipamentos

Entenda cada tipo de potência dos equipamentos

Potência Resistiva

É a potência de aparelhos resistivos, que contam com um fio metálico especial enrolado denominado resistor.

O circuito é fechado e o sistema de instalação da casa é ligado às extremidades do resistor do aparelho.

A corrente elétrica desse circuito concentra o aquecimento no resistor.

A potência resistiva é encontrada nas lâmpadas, nos chuveiros e nas torneiras elétricas.

A potência e a corrente aumentam simultaneamente.

Potência Capacitiva

É a potência utilizada em capacitores.

Em todo circuito capacitivo, a tensão apresenta certo atraso em relação à corrente.

Potência Indutiva

É a potência que promove a criação de campos magnéticos, que são fundamentais ao funcionamento dos equipamentos.

É utilizada em transformadores, reatores e motores.

No circuito indutivo, a tensão é adiantada em relação à corrente.

Natureza da Potência do Sistema

Podemos ter 3 tipos de natureza de potência no sistema, de acordo com o tipo de carga instalada.

Potência Ativa: São os valores que efetivamente são transformados em Joules e que de fato realiza algum tipo de trabalho. O seu valor é dado em Watts;

Potência Aparente: É a potência total da entrega de um determinado sistema. O seu valor é dado em Volt-Ampère (VA). Existe uma relação entre as potências, que é dada pelo fator de potência.

Potência Reativa: A potência reativa é dada em Volta-Ampère Reativo (VAr) e em um sistema aparece essencialmente quando há cargas indutivas ou capacitivas na sua rede de energia.

O fator de potência é um índice importante, pois relaciona a energia ativa e a energia reativa de uma instalação elétrica, bem como a energia aparente.

Esse conceito também possibilita determinar a eficiência energética de um sistema.

Demanda de potência dos equipamentos

Em todos os sistemas temos a demanda de potência, que é justamente a utilização da potência ativa num intervalo de tempo.

Essa demanda é uma média das potências, sendo expressa em quilowatt (KW).

Ela existe pois, tomando como exemplo a sua residência, as tomadas que existem lá, bem como as lâmpadas não são ativadas todas de uma só vez, portanto existe uma taxa de utilização, que é refletida diretamente na demanda.

Em alguns casos, é preciso corrigir o fato de potência em sistemas específicos para garantir sua eficiência energética.

Analise atentamente todos os requisitos e demandas de potência nas instalações para garantir a economia, a segurança e qualidade da potência dos equipamentos.

As principais informações sobre a demanda de potência podem ser conferidas nas contas de energia elétrica das residências e empresas.


Quer saber mais sobre Potência dos Equipamentos? Deixa nos comentários.

Aqui na Sala da Elétrica nós temos o curso que está mudando a vida profissional de mais de 7 mil eletricistas ao redor do mundo.

Nosso curso de Máquinas e Comandos Elétricos na Prática.

Um curso que vai te colocar em outro nível quando o assunto for manutenção elétrica, vai te colocar passos a frente no mercado de trabalho.

Para conhecer o curso que vai te tornar um eletricista de manutenção bem sucedido, clique na imagem abaixo e dê o primeiro passo para tornar seu trabalho em outro nível.

Clique na imagem abaixo 👇

Se torne especialista conhecendo a teoria e a prática dos Comandos Elétricos

Everton Moraes

Professor, palestrante e instrutor de treinamentos a mais de 9 anos. Já passou por grandes empresas no Brasil como, Senai, Scania, Pirelli, Toledo entre outras. Todo o conhecimento adquirido em 20 anos de carreira é disponibilizado nos cursos e treinamentos.

“Sou apaixonado pela formação e qualificação de profissionais, passando todo o meu conhecimento prático e ajudando todos os meus alunos a também adquirirem esse conhecimento a se tornarem melhores profissionais.”

Deixe o seu comentário

quinze − quinze =

Receba mais conteúdos