Home Elétrica Instalações A verdade chocante sobre acidentes com eletricidade no Brasil

A verdade chocante sobre acidentes com eletricidade no Brasil

138
18

627 mortes em 2014 representa o desafio que eu e você temos pela frente. Em uma entrevista com o diretor executivo da Abracopel, o eng Edson Martinho, foi possível perceber que um dos principais problemas que possuímos é a falta de informação e em partes também podemos nos sentir um pouco culpado nesta história. Você tem contribuído no que se diz respeito a alertar as pessoas sobre o risco acerca de acidentes com eletricidade?

Nós como profissionais da área elétrica, conhecedores deste perigo temos esta missão, temos o conhecimento e precisamos alertar as pessoas “desinformadas” sobe este perigo. Veja abaixo a entrevista que fiz com o Edson Martinho…

Uma única dica sobre como evitar acidentes com eletricidade

…Tome o mesmo cuidado que você dedica a um bom piso, o melhor azulejo, tome o mesmo cuidado com a instalação elétrica… (Eng. Edson Martinho)

A contratação de um bom eletricista é muitas vezes o maior problema, profissionais inexperientes são contratados e não seguem as normas e muito menos tomam o devido cuidado em relação a construir um instalação elétrica segura. se você é um profissional desta área ouça este podcast e depois me diga o que achou.

7 anos para serem esquecidos

Na verdade não temos que apagar da memória os últimos 7 anos, mas sim tomar como lição do que não queremos ver em nossos próximos anos. Um aumento cruel de mortes com acidentes com eletricidade registrado pela Abracopel vem assombrando nosso dia a dia e demorou para começarmos a agir, temos que seguir os passos desta instituição que vem trabalhando incansavelmente neste ponto.

acidentes com eletricidade

Como você pode observar no gráfico acima, quanto mais o tempo passa maior e mais agravante é o problema, 627 mortes em 2014 é inadmissível.

O que podemos observar é que existe uma falta de comprometimento por parte dos órgãos fiscalizadores, no Brasil o problema não é a falta de normas e leis, o problema é que não fiscalizamos.

Temos Normas, mas ainda falta fiscalização

O fato de Norma não ser lei é um dos principais problemas que enfrentamos, se todas instalações elétricas seguisse as principais normas como a NBR 5410 os acidentes com eletricidade seria muito menor do que apresentado acima.

O surgimento da Instrução Técnica N°51/2014 pode ser o que estávamos esperando para um início de regularização das instalações elétricas no Brasil. Trata-se de uma portaria do INMETRO que visa certificar as instalações elétricas conforme o capítulo 7 da NBR5410, que trata exatamente sobre este assunto.

Embora não seja de carácter obrigatório, podemos considerar que é um grande passo para que tenhamos instalações elétricas mais seguras.

Os problemas nas instalações elétricas já se tornaram a maior causa de incêndios acidentais ocorridos em imóveis. (Bombeiros)

Se tivéssemos fiscalização nas instalações elétricas, normas e instruções de trabalho como a NBR5410 e a IT51/2014 seriam um diferencial que contaria diretamente na prevenção de acidentes com eletricidade e até mesmo na valorização de um imóvel.

A intensão deste artigo é realmente mostrar a cada um de vocês a importância que temos para nosso setor e peço para que reflitam e ajudem na divulgação deste problema, quem sabe no futuro próximo possamos contar com uma lei que exija o cumprimento de normas dentro das instalações elétricas no Brasil.

(138)

Eng ° Everton Moraes Fundador da Sala da Elétrica. É um engenheiro eletricista que dedica boa parte de seu tempo à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade para multiplicar seu conhecimento com os amantes da Eletroeletrônica. "Acredito firmemente que é ensinando que se aprende"

Comment(18)

  1. Boa tarde!exelente entrevista,eu trabalho como prestador de serviços elétricos,o poplema são os “eletricistas”,trabalho na área de Goiás e df,nem todos clientes,mas quando você aplicar as normas técnica,acaba encarecendo o preço da obra,o cliente acaba dando pra um picareta,não usa as normas,uma sugestão se você fazer uma vistoria so visual,vai achar 80% da eletricidade exposta principalmente área de lanchonetes.

  2. A própria culpa são quem contrata os picaretas atrás de preço menos e deixando de lado quem trabalha de acordo com a norma

  3. Apesar do treinamento em NR10 com atualização bi-anual ser obrigatório, os acidentes com eletricidade atingem impressionantes níveis. Certamente não possuem causa única, mas com certeza passa muito pela má formação dos profissionais e instituições precárias de ensino.

    1. Com certeza Vinicius, este é um problema que enfrentamos e que só com a conscientização dos profissionais e fiscalização do MTE teríamos um redução expressiva, precisamos fazer nossa parte e confiar que a fiscalização será mais eficiente

  4. Entrevista muito bem elaborada.

    O site necessita de um campo para sugestões para novas técnicas de eletricidade.

    Um exemplo que venho estudando controle de fator de potencia para economia de energia
    Industrial e residencial

    Marcos A. Santos

  5. O grande problema e a falta de uma lei que obrigue ter um projeto elétrico como é obrigado ter um projeto de construção civil,obrigaria o proprietário a fazer a instalação conforme ordena a norma e também contratar um profissional habilitado pra executar o trabalho.

  6. Roberto Nunes: Ótima Entrevista
    -Sou Eletrotécnico e Instrutor de NR10, acredito também que: ainda falta mais informações sobre como lidar com a Eletricidade.

  7. Realmente Everton as informações sobre acidentes elétricos em nosso país são muito particulares, nem temos um órgão oficial que divulga isso. Graças a atitudes do pessoal da Abracopel que garimpa informações nas redes, é que temos essa alarmante realidade. Sou solidário a um movimento de certificação elétrica residencial, sendo pré-requisito para o fornecimento normal de energia pela concessionária, seja ela qual for. Creio que dessa forma conseguiríamos minimizar esses números assustadores. Louvo pessoas como o Eng. Edson Martinho que com toda sua bagagem catedrática se preocupa exclusivamente com esse assunto tão delicado.
    Sugiro uma corrente de informações por nós profissionais conscientes da área, que nunca deixemos passar uma oportunidade de salientar os riscos gerais da eletricidade a qualquer usuário e também a profissionais do ramo.

    1. Olá Antonio, fico feliz em saber que gostou e tenho certeza que aos poucos vamos ajudando na conscientização dos profissionais em relação aos acidentes e a execução correta de instalações elétricas. Acredito que com a vinda da Portaria 51 do Inmetro estamos caminhando para uma conscientização dos profissionais e da população. Obrigado por participar

  8. Ola Boa Eng Everton Morais me Chamo Luiz Sergio Faria Morador do Santa Cruz Rio de Janeiro Estou muito grato pelos Ensinamentos que o Sr esta nos passando eu sempre acreditei que neste Brasil com todos os nossos problemas que existe ainda existe pessoas com integridade para ajudar os necessitados o Sr Faz parte deste grupo seleto. Que Deus Sempre a de Iluminar os vossos Caminhos e de sua Familia Parabens e Obrigado por tudo .

  9. Olá!! Muito boa matéria, o problema não esta em ser “eletricista” ou ficar criticando fulano e beltrano. Acredito que o problema está na formação dos profissionais, sendo “eletricista”, pedreiro ou médico. Pica fumo existe em todas as profissões, mas pessoas responsáveis estão em falta em todas as áreas. Se o cliente não quer pagar por isso siga adiante, pois este mesmo cliente não lhe merece. Abraço a todos 😉

  10. Thanks for sharing excellent informations. Your web-site is so cool. I’m impressed by the details that you’ve on this web site. It reveals how nicely you understand this subject. Bookmarked this web page, will come back for extra articles. You, my pal, ROCK! I found simply the info I already searched all over the place and just could not come across. What an ideal web-site.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *