Home Elétrica Comandos Acionamento e Controle O que é fusível e quais suas categorias
O que é fusível e quais suas categorias

O que é fusível e quais suas categorias

0
14

Escolher corretamente qual fusível usar é muito importante, pois se dimensionado da maneira errada poderá causar grandes danos.

Para definir um fusível, é muito importante avaliar as condições operacionais do circuito a ser protegido, a fim de adequar a resposta deste dispositivo caso este seja solicitado numa situação de sobrecorrente.

Neste artigo trataremos de algumas particularidades, características e formas de uso do fusível, para assim fazer com o fusível seja escolhido corretamente.

O que é fusível?

o que é fusível

Fusíveis são dispositivos de proteção, utilizados para proteção contra sobrecorrente (curto-circuito) e sobrecarga de longa duração. São constituídos por um condutor de seção reduzida (elo fusível) em relação aos condutores da instalação, montados em uma base de material isolante.

A estrutura básica dos fusíveis é:

  1. Base: É o suporte da estrutura do fusível;
  2. Porta fusível: Como o próprio nome já diz, é um porta fusíveis;
  3. Anel de proteção: Protege a rosca da base, evita contato da rosca da base com o circuito;
  4. Fusível: Parte substituível que contém o elo fusível em seu interior. O valor de corrente que o fusível suporta geralmente vem expressa em seu corpo;
  5. Indicador: Indicação visual de operação do fusível.

Os curtos-circuitos podem causar incêndios, danos a equipamentos elétricos, por esta razão os fusíveis são muito utilizados.

Alguns fusíveis são feitos de uma pequena liga metálica, geralmente o chumbo, de baixo ponto de fusão, pois quando a intensidade da corrente elétrica ultrapassa o limite do fusível, essa liga esquenta e se funde interrompendo assim a passagem da corrente.

Como funcionam os fusíveis?

O fusível é um elo de ligação por onde passa a corrente, ele aquece se a variação da corrente for acima do padrão para o qual foi projetado.

Quando ocorre sobrecorrente, o elo fusível aquece devido a sobrecorrente o mesmo funde-se, interrompendo a passagem de corrente elétrica, evitando assim danos à instalação e aos equipamentos.

Por esta razão é sempre muito importante que a capacidade dos fusíveis seja sempre bem dimensionada. Porque se ele não queimar pelo excesso de carga, isso poderá queimar a fiação do circuito, ou os aparelhos ligados a ele, com o risco de provocar um incêndio.

Características

fusível

  1. Corrente nominal: Valo de corrente que o fusível deve suportar continuamente sem se fundir. Essa corrente geralmente vem expressa no corpo do fusível.
  2. Corrente de ruptura: Valor máximo de corrente que o fusível consegue interromper.
  3. Corrente convencional de atuação: valor específico de corrente que provoca a atuação do dispositivo de proteção dentro de um tempo determinado.
  4. Curva característica: presenta a relação entre o tempo necessário para interrupção em função de corrente.

De acordo com o tempo de atuação, podem ser classificados como rápidos ou retardados.

Os fusíveis retardados são empregados na proteção de motores, devido ao pico de corrente na partida.

  1. Elo fusível: O tempo que o mesmo leva para se fundir é proporcional ao quadrado da corrente aplicada e da inércia térmica do material empregado ao elo. Por isto, a variação do material utilizado interfere na velocidade de ação do fusível. Ele pode ser muito rápido, rápido, média, lenta ou muito lenta.

Categoria de emprego dos fusíveis

categoria de emprego do fusível

A especificação das classes de serviço dos fusíveis é feita por meio de duas letras, sendo a primeira minúscula e a segunda maiúscula, conforme apresentadas abaixo:

Letra Descrição
Primeira letra Minúscula a Fusível limitador de corrente, atuando somente na presença de curto-circuito.
g Fusível limitador de corrente, atuando na presença tanto de curto-circuito como de sobrecarga.
Segunda letra Maiúscula G Proteção de linha, uso geral.
M Proteção de circuitos motores.
L Proteção de linha.
Tr Proteção de transformadores.
R Proteção de semicondutores, ultrarrápidos.
S Proteção de semicondutores e linha (combinado).

Um exemplo de aplicação das letras:

  • “aM” – Fusível para proteção de motores (atuação para curto)
  • “gL/gG” – Fusível para proteção de cabos e uso geral (atuação para sobrecarga e curto)
  • “aR” – Fusível para proteção de semicondutores (atuação para curto)

Tipos de fusíveis

fusíveis

  • Fusível tipo NH: Os fusíveis NH são aplicados na proteção de sobrecorrentes de curto-circuito em instalações elétricas industriais.

Possuem categoria de utilização “gL/gG”, e são apresentados em seis tamanhos diferentes. Atendem correntes nominais de 6 a 1250A.

São fusíveis limitadores de corrente e têm capacidade elevada de interrupção (120KA em até 690VCA).

  • Fusível tipo D: Os fusíveis D são utilizados na proteção de curto-circuito em instalações elétricas, são bastante seguros, permitindo o seu manuseio sem riscos de choque.

Possuem categoria de utilização “gL/gG”, e são encontrados em 3 tamanhos diferentes.

Atendem a correntes nominais de 2 a 100ª.

Possuem capacidade de interrupção de: 1. 20A – 100kA.

  1. 25 a 63A – 50 a 70kA
  • Fusíveis ultrarrápidos: Os fusíveis ultrarrápidos são utilizados para proteção de curtos-circuitos em circuitos retificadores e conversores de frequência.

Podem ser usados para curtos circuitos internos ou externos.

Conclusão

E agora, você já consegue dar início ao seu projeto com as informações deste artigo? Espero que sim.

Para utilizar os fusíveis para proteção de curto-circuito ele se mostra bastante eficiente, porém para uso para proteção contra sobrecarga não é muito aconselhável pois o este atua com uma intensidade de corrente com variação em torno de 1,4 vezes o seu valor nominal, não havendo, portanto, uma margem de segurança aceitável.

Saber como e quando utilizar este tipo de componente é bastante importante, assim como sempre se atentar para que os conhecimentos sejam aplicados da forma mais segura possível, evitando assim, possíveis acidentes elétricos.

Compartilhe esse artigo sobre Chave fim de curso com seus amigos para que eles também possam entender melhor sobre o assunto.

Para saber um pouco mais sobre a chave fim de curso assista ao vídeo abaixo, onde você vai encontrar informações mais detalhadas sobre este componente.

O que é fusível e quais suas categorias
4.6 (92.31%) 26 votes

Engª Camila Andrade Engenheira de 29 anos. Formada em Engenharia Elétrica pelo Centro Universitário da FEI. Atualmente na área de redação e suporte técnico da Sala da Elétrica. Atuou em: Área de Engenharia de processos na WEG, pós vendas e suporte técnico, redação de manuais de bordo automotivo, manual de reparos automotivos e também desenvolvimento de esquemas elétricos automotivos.

Comment(14)

    1. Olá Alan, tudo bem?
      Alan, para algumas aplicações é mais viável utilizar o fusível. Em caso de motores, por exemplo, é mais comum o uso do fusível.
      Assim como para alguns dispositivos eletrônicos também é mais comum utilizar fusíveis. Por outro lado, em quadros de distribuição é mais usado o disjuntor.
      O uso do disjuntor ou do fusível varia de acordo com a aplicação.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  1. Sou um técnico de Edificações desempregado e enquanto procuro a recolocação no mercado procuro me atualizar na área de projetos elétrico.
    Suas aulas são de boa compreensão e de boa qualidade.

    1. Olá Ricardo, tudo bem?
      Que bom que você gostou do nosso conteúdo, esperamos ter ajudado de alguma forma.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica

  2. Olá Camila Andrade, tudo bem? Parabéns pelo conteúdo do site. Pretendo trabalhar como Eletricista Autônomo, possuo formação de Técnico em Eletrônica, tenho experiência em equipamentos como Quadros elétricos , No-breaks e estabilizadores de tensão no ambiente de fábrica. Mas não me sinto preparado para atuar como autônomo, o que faço para ingressar nesta área?

  3. quando de minhas visitas técnicas, as vezes me defrontava com queima de inversor de frequência por descarga elétrica (raios), que tipo de fusível poderia ser usado para evitar tal situação pois os equipamentos tem alto custo?

    1. Olá Elzo, tudo bem?
      Elzo, neste caso você pode usar o DPS. O DPS é o dispositivo que protege as instalações elétricas e os equipamentos eletro-eletrônicos contra surtos, sobretensões ou transientes diretos ou indiretos.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

  4. Juarez Oliveira
    Sou um maker. Estudo situações que preciso resolver, junto a profissionais como você (referência profissional) e executo.
    Muito bom o texto explicativo e didático. Parabéns

    1. Olá Juarez,
      Muito obrigada! Ficamos muito felizes em ver que gosta e que nosso conteúdo está ajudando de alguma forma.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Rubens, tudo bem?
      Nossa que bom ver que você gosta de nossos conteúdos e que te instigamos a prender sempre mais. Esse é nosso objetivo.
      Muito obrigada!

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

    1. Olá Pascoal!
      Que bom que gostou do nosso conteúdo. Esperamos ter ajudado de alguma forma.

      Att, Engª Camila Andrade
      Equipe Sala da Elétrica.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *